Poesias Nonsense

Sobre o Tempo

Não há tempo!
E sim, discórdia!
Conflitos de interesses
Discussão e violência…

A fome que flagela!
O sonho que condena!
A liberdade que aprisiona!
O tempo que perdoa…

Tua chaga será rememorada…
Como a sina de um perdedor!
Vis feridas;
Rasgam a hipoderme;
Mesclam alívio e dor!

O dia que o mundo virar Mundo;
O tempo virará Tempo;
O amor será amor!
E a paz será paz!

Não haverá como dizer,
Neste dia,
Que o Tempo é causa
De sua vã guerra!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: