Poesias Nonsense

Poetas e Porcos

Escrever é como atirar uma pedra!
Na imensidão que divaga…
Eerde tempo discutindo
temas importunos…

Infiéis cegos!
Inúteis intelectuais!

Certos, só os porcos!
Fuçam no que acreditam
E só param quando
a fome saciam…

Enquanto alguns esperam Deus
Outros fuçam a lama…
Enquanto alguns filosofam…
Outros vivem a vã filosofia!

Na imensidão desta ironia
Encontra-se o poeta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: