Poesias Nonsense

Evocação lírica

A métrica é fática e lesada
À pratica transcende-a, ópio!
Sofre-te, a cada dia, um hipópio
Moribundo rumo, mente brocada

Em mais um dia, uma singela cantata
Conta-se as rima, como um larápio?
Conta-me segredo que ocupe mais espaço!
Horas passadas sem nenhuma serenata…

Oh, Orpheu! Se não foste eu?
Calíope, Erato, musas como Polímia…
Apesar de tudo, se não foste, eu?

Oh, leva-me Tália aos Pirineus?
Regras e elementos, holonímia
No avançar da hora, benzadeus!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: