Filosofia

Placa I – O livro dos mortos

Vinheta: O escriba Ani, de pé com as mãos levantadas em adoração, diante de uma mesa de oferendas que consiste em quadris de carne, pães e bolos, vasos de vinho e óleo, frutas, lótus e outras flores. Ele veste uma roupa de linho branca e cor de açafrão; e tem uma peruca, colar e pulseiras. Atrás dele, está sua esposa “Osíris, a dama da casa, a dama do coro de Amém, Thuthu” igualmente vestida e segurando um sistrum e uma videira – ramo na mão direita e um menat à esquerda dela.

Um hino de louvor a Rá quando ele se levanta na parte oriental do céu. Veja Osíris Ani, o escriba que registra as ofertas sagradas de todos os deuses, que diz: “Homenagem a ti, ó tu que vens como Khepera, o criador dos deuses. Tu ressuscitas, resplandeces , iluminando tua mãe, coroada rei dos deuses. [Tua] mãe Nut te homenageia com ambas as mãos. A terra de Manu te recebe com satisfação, e a deusa Maat te abraça nas duas estações: que ele dê esplendor, poder e triunfo, e um surgimento [ isto é , ressurreição] como uma alma viva para ver Hórus dos dois horizontes.

ka de Osíris, o escriba Ani, triunfante diante de Osíris, que diz: Salve todos os deuses do Templo da Alma, que pesam o céu e a terra na balança, e que fornecem comida e abundância de carne. Hail Tatunen, Um, criador da humanidade e da substância dos deuses do sul e do norte, do oeste e do leste. Atribua louvores a Rá, o senhor do céu, o príncipe, vida, saúde e força, o criador dos deuses, e o adore em sua bela presença enquanto ele se eleva no princípio. Os que habitam nas alturas e os que habitam nas profundezas te adoram. Thoth e Maat são ambos os teus gravadores. O teu inimigo é dado ao fogo, o maligno caiu; seus braços estão amarrados e suas pernas Ra lhe tirou. Os filhos da revolta impotente nunca mais se levantarão.

A Casa do Príncipe mantém a festa e o som dos que se alegram está na poderosa habitação. Os deuses ficam felizes quando vêem Rá em sua ressurreição; seus raios inundam o mundo com luz. A majestade do deus, que deve ser temida, se estabelece e vem à terra de Manu; ele brilha a terra todos os dias em seu nascimento; ele vem ao lugar onde estava ontem. Ó tu podes estar em paz comigo; posso contemplar tuas belezas; posso avançar sobre a terra; posso ferir o asno; posso esmagar o maligno; posso destruir Apep na sua hora; posso ver o peixe abtu na época de sua criação, e o peixe formiga em sua criação, e o barco formiga em seu lago. Posso ver Hórus no comando do leme, com Thoth e Maat ao lado dele; posso agarrar os arcos do barco  seket e a popa do barco atet . Que ele conceda ao ka de Osíris Ani contemplar o disco do Sol e ver o deus da Lua sem cessar, todos os dias; e que minha alma saia e ande para cá e para lá e para onde quiser. Que meu nome seja proclamado quando for encontrado no quadro da mesa de ofertas; que ofertas sejam feitas a mim em minha presença, assim como são feitas aos seguidores de Hórus; que me seja preparado um lugar no barco do Sol no dia da saída do deus; e que eu seja recebido na presença de Osíris na terra do triunfo!

I.

(1) Um hino de louvor a Rá quando ele se levanta na parte oriental do céu. Eis Osíris, Qenna, a mercadora, (2) que diz: “Homenagem a ti, ao levantar Tmu em tuas coroas de beleza. Você ressuscita, ressuscita, Rá reluz, (3) reluz, ao amanhecer do dia. Tu és coroado como o rei dos deuses, e a deusa Shuti te homenageia. (4) A companhia dos deuses te louva pela habitação dupla. Você sai pelo ar e seu coração se enche de alegria. (5) O barco sektet se move para a frente quando [Ra] chega ao porto no atetbarco com ventos justos. Ra se alegra, Ra se alegra. (6) Teu pai é Nu, tua mãe é Nut e tu és coroado como Ra-Harmachis. Teu barco sagrado avança em paz. Teu inimigo foi derrubado e sua cabeça foi cortada; o coração da Senhora da vida se alegra com o derrube do inimigo de seu senhor. Os marinheiros de Rá têm conteúdo de coração e Annu se alegra. “

(8) O comerciante Qenna disse: “Eu vim a ti, ó Senhor dos deuses, Tmu-Harmachis, que passa pela terra … (…) (9) eu sei o que você vive. Conceda para que eu seja semelhante a um daqueles que são teus favorecidos (10) [entre os seguidores] do grande deus. Pode meu nome ser proclamado, que seja encontrado, seja renovado para sempre com … (11) Os remos são levantados no barco sektet , e o barco sagrado vem em paz. (12) Posso ver Rá quando ele aparecer no céu ao amanhecer e quando seus inimigos tiverem caído no quarteirão. Posso ver [Hórus] guiando o leme e dirigindo com as duas mãos. (14) Posso ver o peixe abtu no momento de sua criação; e posso ver a formigapeixe quando ele se manifesta na criação, e o barco de formigas em seu lago. Ó Tu Único, Ó Poderoso, Tu Crescente, (15) que nunca se desmaia, e de quem o poder não pode ser tomado. . . . . . . . . . . . . . o devotado (17) servo do “senhor de Abtu”.

“O comerciante Qenna diz: (18)” Homenagem a você Heru-Khuti-Tmu, Heru-Khepera, poderoso falcão, que faz com que o corpo [do homem] fique alegre, bonito de rosto por causa de suas duas grandes plumas. Tu (19) acordas em beleza ao amanhecer, quando a companhia dos deuses e dos mortais canta canções de alegria para ti; hinos de louvor são oferecidos a ti na ocasião. As (20) divindades estreladas também te amam. Ó primogênito, que jaz sem movimento, (21) se levanta; tua mãe mostra benignidade a ti todos os dias. Rá vive e o demônio Nak está morto; perseveras para sempre, e o demônio (22) caiu.

“Você navega sobre o céu com vida e força. A deusa Nehebka está no (23) barco atet ; o barco sagrado se alegra. Seu coração está alegre e sua testa está envolvida com as serpentes gêmeas”.

II.

(I) Um hino de louvor a Rá quando ele se levanta na parte oriental do céu. Eis Osíris, Qenna, o mercador, triunfante, que diz: (2) “Homenagem a ti, ó tu que subas em Nu, e que ao teu nascimento brilha o mundo com luz; toda a companhia dos deuses (3) canta hinos de louvor a Ti. Os seres que ministram a Osíris o apreciam como Rei do Norte e do Sul, o belo e amado filho homem. Quando (4) ele ressuscita, os mortais vivem. As nações se alegram nele, e as nações Os espíritos de Annu cantam para ele canções de alegria.Os espíritos das cidades de Pe e Nekhen (5) o exaltam, os macacos do amanhecer o adoram, e todos os animais e gado o elogiam (6) de uma só vez. os teus inimigos, portanto, regozijam-se (7) dentro do teu barco, e os teus marinheiros se contentam com ele.atet boat, e teu coração se enche de alegria. Ó Senhor dos deuses, quando tu os cria, eles atribuem louvores a ti. A deusa azul Nut Nut te envolve de todos os lados, e o deus Nu te inunda com seus raios de luz. (9) Ó lança tua luz sobre mim e deixa-me ver suas belezas, eu, (10) Osiris Qenna, o mercador, triunfante! Quando saires sobre a terra, cantarei louvores ao teu belo rosto (11). Tu eras-te no horizonte do céu, e o teu disco é adorado quando repousa sobre a montanha para dar vida ao mundo. “

Disse Qenna, o comerciante, triunfante: (12) “Você ressuscita, ressuscita, saindo do deus Nu. Torna-te jovem outra vez e é o mesmo que ontem, ó poderoso jovem que te criou. Não…” … minha mão. (13) Você veio com os seus esplendores, e você iluminou o céu e a terra com os seus raios de pura luz esmeralda. A terra de Punt é (14) estabelecida para os perfumes que você cheira com o seu (15) Tu ressuscitas, ó maravilhoso ser, no céu, as serpentes gêmeas são colocadas sobre tua testa, e tu és senhor do mundo e seus habitantes (16); [a companhia] dos deuses e Qenna, a comerciante, triunfante, te adoro. “

III. 

(1, 2) Um hino de louvor a Rá quando ele se levanta na parte oriental do céu. (3) Eis Osiris Hunefer, triunfante, que diz: “Homenagem a ti, ó tu que és Rá quando tu (4) ressuscitas e Tmu quando tu te assentas. Tu ressuscitas, tu ressuscitas; tu resplandeces; quem é coroado rei dos deuses: Tu és o senhor do céu, tu és o senhor da terra, tu és o criador daqueles que habitam nas alturas (6) e daqueles que habitam nas profundezas. [Tu és] o Deus único que entrou (7) no princípio dos tempos. Você criou a terra, (8) você formou o homem, você fez o abismo aquoso do céu, você fez formai Hapi [o Nilo], e tu és o criador de correntes e das (9) grandes profundezas, e dás vida a tudo o que nela existe, unindo as montanhas, tu fizeste a humanidade e os animais do campo; tu criaste os céus e a terra. Adorado seja tu a quem a deusa Maat abraça de manhã e de véspera. Você viaja pelo céu com coração inchado de alegria; o lago de Testes está em paz. O demônio Nak caiu e seus dois braços estão cortados. osektetbarco recebe ventos agradáveis, e se alegra o coração daquele que está em seu santuário. Tu (12) és coroado com uma forma celestial, a Única, fornecida [com todas as coisas]. Ra sai de Nu em triunfo. Ó poderoso jovem, filho eterno, que nasceu de ti mesmo, (13) Ó poderoso, de inúmeras formas e aspectos, rei do mundo, príncipe de Annu, senhor da eternidade e senhor da eternidade. , a companhia dos deuses se alegra quando você se levanta e quando você navega (14) pelo céu, ó tu que és exaltado no barco sektet. Homenagem a ti, ó Amém-Rá, tu que descansas em Maat, tu que passas sobre o céu, e todo rosto te vê. Tornas-te grande como a tua (15) Majestade avança, e os teus raios estão sobre todos os rostos. Tu és desconhecido e não podes ser procurado. . . . . . . . seu companheiro, exceto a si mesmo; tu és (16) o Único. . . . . . [Os homens] te louvam em teu nome [Ra], e eles juram por ti, porque tu és o senhor sobre eles. Ouviste (17) com teus ouvidos e com teus olhos. Milhões de anos se passaram pelo mundo; Não sei dizer o número deles, pelo qual você passou. Teu coração decretou um dia de felicidade em teu nome [de Rá]. Você passa por cima (18) e viaja por espaços incontáveis ​​de milhões e centenas de milhares de anos; você se estabelece em paz e dirige o seu caminho através do abismo aquoso para o lugar que você ama; você faz isso em um (19) pequeno momento, e afunda e faz o fim das horas. ” Ouviste (17) com teus ouvidos e com teus olhos. Milhões de anos se passaram pelo mundo; Não sei dizer o número deles, pelo qual você passou. Teu coração decretou um dia de felicidade em teu nome [de Rá]. Você passa por cima (18) e viaja por espaços incontáveis ​​de milhões e centenas de milhares de anos; você se estabelece em paz e dirige o seu caminho através do abismo aquoso para o lugar que você ama; você faz isso em um (19) pequeno momento, e afunda e faz o fim das horas. ” Ouviste (17) com teus ouvidos e com teus olhos. Milhões de anos se passaram pelo mundo; Não sei dizer o número deles, pelo qual você passou. Teu coração decretou um dia de felicidade em teu nome [de Rá]. Você passa por cima (18) e viaja por espaços incontáveis ​​de milhões e centenas de milhares de anos; você se estabelece em paz e dirige o seu caminho através do abismo aquoso para o lugar que você ama; você faz isso em um (19) pequeno momento, e afunda e faz o fim das horas. ” Você passa por cima (18) e viaja por espaços incontáveis ​​de milhões e centenas de milhares de anos; você se estabelece em paz e dirige o seu caminho através do abismo aquoso para o lugar que você ama; você faz isso em um (19) pequeno momento, e afunda e faz o fim das horas. ” Você passa por cima (18) e viaja por espaços incontáveis ​​de milhões e centenas de milhares de anos; você se estabelece em paz e dirige o seu caminho através do abismo aquoso para o lugar que você ama; você faz isso em um (19) pequeno momento, e afunda e faz o fim das horas. “

Osíris, o governador do palácio do senhor das duas terras ( ie , Seti I.), Hunefer, triunfante, diz: (20) Salve meu senhor, tu que passas pela eternidade e cujo ser é eterno. Salve tu Disco, senhor dos raios de luz, levante-se e faça toda a humanidade viver. Conceda que eu possa te ver ao amanhecer todos os dias. “

IV .

Um hino de louvor a RA de Nekht, o escriba real, capitão de soldados, que diz: “Homenagem a ti, ó ser glorioso, tu que és provido de todas as coisas]. Ó Tmu-Heru-khuti, quando você se levanta no horizonte do céu, um grito de alegria sai da boca de todos os povos, ó belo ser, renovas-te na tua estação, na forma do disco dentro de tua mãe Hathor; portanto, em todo lugar, todo coração se enche de alegria. alegria em tua ascensão, para sempre As partes oriental e ocidental do céu vêm a ti com homenagem e emitem sons de alegria em tua ascensão.Ora, tu que és Heru-khuti (Harmachis), o poderoso filho do homem , o herdeiro da eternidade, primogênito e nascido, rei da terra, príncipe do submundo, governador das montanhas de Aukert ( ie, o mundo subterrâneo), você se eleva no horizonte do céu e lança sobre o mundo raios de luz esmeralda; tu nasceste do {p. 252} água, nasceste de Nu, que te nutre e ordena teus membros. Ó tu que és coroado rei dos deuses, deus da vida, senhor do amor, todas as nações vivem quando brilha. A deusa Nut te homenageia, e a deusa Maat te abraça em todos os momentos. Aqueles que estão nos teus seguidores cantam para ti com alegria e se inclinam para a terra quando te encontram, o deus do céu, o senhor da terra, o rei da verdade e da verdade, o deus da eternidade, o governante eterno, o príncipe de todos os deuses, o deus da vida, o criador da eternidade, o criador do céu, por quem está estabelecido tudo o que nele existe. A companhia dos deuses se regozija com a tua ressurreição; a terra se alegra quando vê os teus raios; os povos que estão mortos há muito tempo saem com gritos de alegria ao ver tuas belezas. Tu saias sobre o céu e a terra, fortalecidos todos os dias por tua mãe Nut. Tu passas pelo céu mais alto, teu coração se enche de alegria; e o lago de Testes está contente. O Inimigo caiu, seus braços foram cortados, a faca cortou suas articulações. Ra vive em Maa [1] o belo. obarco sektet aporta e entra no porto; o sul, o norte, o oeste e o leste se voltam para te louvar, ó substância não formada da terra, que te criou. Ísis e Néftis te saúdam, cantam em teu barco hinos de alegria, te protegem com as mãos. As almas do Oriente te seguem, as almas do Ocidente te louvam. Tu és o governante de todos os deuses e tens alegria de coração dentro do teu santuário; pois a serpente Nak está condenada ao fogo, e teu coração se alegrará para sempre. Tua mãe Nut é julgada por teu pai Nu. ”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: