Auditoria Gerenciamento de Riscos

COSO ERM – Exercício para gestão de risco no setor público

Veja exemplo prático de análise de riscos e suas possíveis respostas no processo de gerenciamento de riscos no setor público.

Objetivo: Construir uma escola

Identificação dos eventos de riscos (COSO ERM):

Positivos (oportunidades)
Negativo (riscos)

Análise SWOT:

Oportunidade: Emenda parlamentar destinada para construção de escola (externo)

Ameaça: Não concretização do repasse (externo)
Falta de recurso (interno)- Risco baixo de probabilidade, com alto impacto gerando risco médio.
Licitação inadequada/irregular (externo) – Risco alto de probabilidade, com alto impacto e alto risco.

Riscos Externos (inerentes)
Econômicos: Não vinda dos recursos de emenda parlamentar.
Meio Ambiente: a não emissão de licenças ambientais dentro do prazo estabelecido.
Sociais: Pressão para construção de outros equipamento públicos, mudando a prioridade.
Tecnológicos: não existe.
Políticos: Mudança do comando na Secretaria da Educação.

Riscos Internos
Infraestrutura: Falta de equipamentos como carteiras, lousas e etc.
Processo: Demora na tramitação do processo para realização da obra.
Tecnologia:
Pessoal: ausência de contratação de mão de obra para o funcionamento da escola.

Avaliação de eventos de riscos – Matriz Probabilidade X Impacto

Utilização de matriz de 2 por 2

Riscos inerentes: Aquele que desconsidera qualquer controle.

Riscos residuais: risco que sobra para redução de riscos inerentes.

Respostas ao risco avaliado

Ameaça: Não concretização do repasse (externo)
Falta de recurso (interno)- Risco baixo de probabilidade, com alto impacto gerando risco médio.
Licitação inadequada/irregular (externo) – Risco alto de probabilidade, com alto impacto e alto risco.

Evitar: Suspensão das atividades/projeto.

Reduzir: Adoção de procedimentos de controle para minimizar a probabilidade ou o impacto.

Compartilhar: Redução de probabilidade ou impacto por meio de transferência.

Aceitar: Não adotar medidas mitigadoras (dentro do apetite a risco).

Voltando ao caso hipotético,

Falta de recursos (risco médio): Reduzir
Licitação irregular (risco alto): Reduzir

Atividades de Controle

Falta de recursos (risco médio): contato prévio com o Ministério e adiantar o Plano de Trabalho, dentro dos requisitos do SINCONV.

Licitação irregular (risco alto): Capacitação da equipe, alocar pregoeiro experiente, edital bem elaborado.

Informação e Comunicação

Monitoramento

Falta de recursos (risco médio): monitorar prazos para minimizar.

Licitação irregular (risco alto): monitorar prazos licitatórios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: