Esportes Saúde Coletiva

Jogador brasileiro relata rotina no Japão em virtude do coronavírus

Jogador brasileiro vem passando por dias difíceis na Ásia em virtude do coronavirus.

AV Assessoria 

Com passagens por Internacional, Avaí e Athletico Paranaense, o atacante Anderson Lopes está desde 2016 no futebol asiático. Ele já atuou no FC Seoul, da Coréia do Sul, e no futebol japonês defendeu as cores do Sanfrecce Hiroshima e desde o ano passado é um dos principais destaques do Consadole Sapporo.

Anderson Lopes está totalmente adaptado ao continente. Tanto que já marcou 39 gols pelos clubes que defendeu na Coréia do Sul e no Japão. No entanto, o jogador brasileiro vem passando por dias difíceis na Ásia em virtude do coronavirus, que atingiu principalmente a população chinesa, mas que em solo japonês já tem mais de mil pessoas infectadas.

Em virtude da gravidade do fato, a Associação de Futebol do Japão (JFA) decidiu pela paralisação das competições oficiais no país. A iniciativa foi tomada após a primeira rodada da J-League (primeira divisão do Japão). Anderson Lopes, por sinal, esteve em campo na estreia da competição, quando o Consadole Sapporo acabou derrotado, fora de casa, por 4×2, pelo Kashiwa Reysol. A entidade máxima do futebol japonês decidiu paralisar os campeonatos até o próximo dia 18 de março, quando será reavaliada a situação no território nipônico.

Mesmo não tendo partidas, os jogadores seguem treinando normalmente. Anderson Lopes admite que a situação é preocupante, principalmente porque a cidade de Sapporo é uma das que tem mais registros de pessoas infectadas. “Estamos vivendo uma situação muito delicada, principalmente em Sapporo. Tanto que a diretoria decidiu deslocar todo o elenco para outra cidade com o intuito de continuarmos treinando e onde estamos concentrados. Sabemos que o Japão é sempre extremamente cauteloso e esperamos que tudo se resolva da melhor forma. Seguimos trabalhando e esperando a solução”, relatou o atleta de 26 anos.

Para evitar ser infectado, Anderson Lopes revela que o clube passou algumas recomendações aos atletas. “Estamos usando máscara como prevenção. Os dirigentes também nos pediram para evitarmos lugares fechados com muitas pessoas. Precisamos ter todos os cuidados com higiene, em especial passando álcool em gel nas mãos. Disseram para evitar até cumprimentar com aperto de mãos as pessoas”, declarou o jogador.

Diante deste preocupante cenário, a única coisa que consola Anderson Lopes é o fato de os seus familiares não estarem no Japão. “Minha esposa e os meus filhos só voltarão para cá quando estiver tudo resolvido. É uma situação tensa e eles estão preocupados comigo. Não é fácil ter tranquilidade neste momento. Torço para que esse problema que vem afetando todo mundo possa ser solucionado o mais breve possível”, finalizou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: