Língua Portuguesa

Língua Portuguesa: Flexões de gênero do substantivo

No Latim, também existem as palavras neutras.

Diferente do Latim, no português, existem apenas dois gêneros gramaticais: o gênero masculino e o gênero feminino.

[conteúdo retirado de https://www.portugues.com.br/gramatica/o-genero-uma-das-flexoes-substantivo.html]

Gênero masculino:

  • O gato, o chão, o amor, o Paulo,…
  • Os patos, os garfos, os assuntos, os rios,…
  • Um cachorro, um computador, um descanso, um menino,…
  • Uns veterinários, uns pregos, uns momentos, uns garotos,…

Gênero feminino:

  • A gata, a janela, a amizade, a Ana,…
  • As patas, as colheres, as perguntas, as serras,…
  • Uma cachorra, uma máquina, uma saída, uma menina,…
  • Umas médicas, umas vasilhas, umas situações, umas garotas,…
Fonte: https://pt.slideshare.net/portalc7s/mat-port-substantivos

Substantivos biformes

A maioria dos substantivos apresenta duas formas diferentes, uma para o gênero masculino e outra para o gênero feminino, sendo assim chamados de substantivos biformes.

  • o aluno – a aluna;
  • o advogado – a advogada;
  • o pai – a mãe;
  • o carneiro – a ovelha.

Existem, contudo, outras regras para a formação do feminino.

Com substantivos masculinos terminados em -or, o feminino é formado através da junção do artigo a.

De -or para -ora:

  • o embaixador – a embaixadora;
  • o professor – a professora;
  • o doutor – a doutora.

Com substantivos masculinos terminados em -ês, o feminino é formado através da junção do artigo a, sendo retirado o acento circunflexo.

De -ês para -esa:

  • o freguês – a freguesa;
  • o inglês – a inglesa;
  • o camponês – a camponesa.

Com substantivos masculinos terminados em -ão, o feminino é formado através da troca da terminação -ão por -oa, -ã ou -ona.

De -ão para -oa:

  • o pavão – a pavoa;
  • o melão – a meloa;
  • o patrão – a patroa.

De -ão para -ã:

  • o cidadão – a cidadã;
  • o campeão – a campeã;
  • o anão – a anã.

De -ão para -ona:

  • o comilão – a comilona;
  • o valentão – a valentona;
  • o solteirão – a solteirona.

Nota: Existem algumas exceções a estas regras, como é o caso das palavras: barão e baronesa, cão e cadela, ladrão e ladra,…

Com substantivos masculinos terminados em -dor ou -tor, o feminino é formado através da troca dessas terminações por -triz.

De -dor e -tor para -triz:

  • o embaixador – a embaixatriz;
  • o imperador – a imperatriz;
  • o ator – a atriz.

Alguns substantivos masculinos terminados em -e permitem que se forme o feminino através da troca da terminação -e por -a.

De -e para -a:

  • o presidente – a presidenta;
  • o governante – a governanta;
  • o mestre – a mestra.

Com alguns substantivos masculinos, o feminino é formado através da junção dos sufixos -esa, -essa e -isa, que são sufixos que transmitem uma noção de feminino.

Junção do sufixo -esa:

  • o cônsul – a consulesa;
  • o duque – a duquesa;
  • o barão – a baronesa.

Junção do sufixo -essa:

  • o abade – a abadessa;
  • o conde – a condessa;
  • o visconde – a viscondessa.

Junção do sufixo -isa:

  • o poeta – a poetisa;
  • o profeta – a profetisa;
  • o diácono – a diaconisa.

Com alguns substantivos masculinos, o feminino é feito a partir de uma palavra com radical diferente.

Exemplos com radical diferente:

  • o homem – a mulher;
  • o marido – a mulher;
  • o cavalo – a égua.

Com alguns substantivos masculinos, a formação do feminino não segue nenhuma regra específica.

Exemplos de formação sem regra:

  • o avô – a avó;
  • o reú – a ré;
  • o grou – a grua.

Substantivos uniformes

Alguns substantivos apresentam a mesma forma para ambos os gêneros, sendo chamados de substantivos uniformes. Estes substantivos podem ainda ser classificados em comuns de dois gêneros, sobrecomuns e epicenos.

Substantivo comum de dois gêneros

Os substantivos comuns de dois gêneros apresentam uma só forma para o gênero masculino e o gênero feminino, sendo a distinção de gênero feita através dos artigos o, a, um, uma ou de outros determinantes.

  • o estudante – a estudante;
  • o jornalista – a jornalista;
  • o jovem – a jovem.

Lista de substantivos comuns de dois gêneros

  • o agente – a agente
  • o anarquista – a anarquista
  • o artista – a artista
  • o camarada – a camarada
  • o chefe – a chefe
  • o cliente – a cliente
  • o colega – a colega
  • o colegial – a colegial
  • o compatriota – a compatriota
  • o dentista – a dentista
  • o doente – a doente
  • o estudante – a estudante
  • o fã – a fã
  • o gerente – a gerente
  • o herege – a herege
  • o imigrante – a imigrante
  • o indígena – a indígena
  • o intérprete – a intérprete
  • o jornalista – a jornalista
  • o jovem – a jovem
  • o jurista – a jurista
  • o mártir – a mártir
  • o pianista – a pianista
  • o policial – a policial
  • o selvagem – a selvagem
  • o servente – a servente
  • o suicida – a suicida
  • o taxista – a taxista

Nota: Vários substantivos terminados em –ista são substantivos comuns de dois gêneros.

Exemplos:
O juiz condenou o jovem acusado de roubo.
O juiz condenou a jovem acusada de roubo.

O jornalista fez a cobertura dos acontecimentos.
A jornalista fez a cobertura dos acontecimentos.

A enfermeira está tratando do doente.
A enfermeira está tratando da doente.

Atenção!
Não confundir substantivos comuns de dois gêneros com substantivos sobrecomuns e epicenos.

Substantivos sobrecomuns

Os substantivos sobrecomuns apresentam um só gênero para o masculino e o feminino. Nomeiam pessoas.

  • a criança;
  • o cônjuge;
  • a pessoa.

Lista de substantivos sobrecomuns

  • a criança;
  • a pessoa;
  • o ser;
  • a criatura;
  • a vítima;
  • o indivíduo;
  • o carrasco;
  • o cônjuge;
  • a testemunha;
  • o ente;
  • o algoz;
  • o verdugo;
  • a estrela de cinema;
  • o anjo;
  • o apóstolo;
  • o defunto;
  • o gênio;
  • o ídolo;
  • o monstro;
  • o neném;

Exemplos de uso dos substantivos sobrecomuns

Vítima

  • A vítima é um menino de dez anos.
  • A vítima é uma menina de dez anos.

Anjo

  • Meu filho é um anjo!
  • Minha filha é um anjo!

Gênio

  • Aquele aluno é um gênio.
  • Aquela aluna é um gênio.

Como distinguir os gêneros?

Para haver distinção de gênero com os substantivos sobrecomuns é necessário que sejam fornecidas indicações de pertencerem ao sexo masculino ou ao sexo feminino:

  • A vítima foi uma criança do sexo masculino.
  • O cônjuge do sexo feminino deu início ao processo de divórcio.

Diferença entre substantivos sobrecomuns e comuns de dois gêneros

Tanto os substantivos sobrecomuns como os substantivos comuns de dois gêneros apresentam um só gênero para o masculino e para o feminino.

A diferença é…
nos substantivos sobrecomuns não há marca de distinção de gênero;
nos substantivos comuns de dois gêneros a distinção de gênero é feita através de artigos (o, a, um, uma) e outros determinantes (aquele, esta, meu,…).

Substantivos sobrecomuns:

  • o cônjuge;
  • o indivíduo;
  • a pessoa;
  • o ídolo;
  • a testemunha;

Substantivos comuns de dois gêneros:

  • o dentista – a dentista;
  • o colega – a colega;
  • o gerente – a gerente;
  • o jovem – a jovem;
  • o estudante – a estudante;

Substantivos epicenos

Os substantivos epicenos apresentam um só gênero para o masculino e o feminino. Nomeiam animais.

  • a baleia;
  • a águia;
  • o mosquito.

Lista de epicenos

  • o abutre;
  • a águia;
  • a andorinha; 
  • a aranha;
  • a baleia;
  • a barata;
  • o beija-flor;
  • o besouro;
  • a borboleta;
  • o boto;
  • o camaleão;
  • a capivara;
  • o carapau;
  • o cavalo-marinho;
  • o chimpanzé;
  • a cobra;
  • o condor;
  • o corvo;
  • o crocodilo;
  • o dromedário;
  • o escorpião; 
  • o falcão;
  • a foca;
  • a formiga;
  • a gaivota;
  • o gavião;
  • a girafa; 
  • o gorila;
  • a hiena;
  • o hipopótamo;
  • o jacaré;
  • a jiboia;
  • a melga;
  • a mosca;
  • o mosquito;
  • a onça;
  • o panda;
  • o peixe;
  • o pinguim;
  • o polvo;
  • a pulga;
  • o quati;
  • o rinoceronte;
  • o rouxinol;
  • o sapo;
  • a sardinha;
  • a serpente;
  • a tartaruga;
  • o tatu;
  • o tigre; 
  • a zebra;

Mudança de significado com mudança de gênero

Existem alguns substantivos que quando mudam de gênero mudam também de significado.

  • Minha cabeça está doendo.
  • Tiago é o cabeça da turma.
  • O capital financeiro da empresa está em risco.
  • Brasília é a capital do Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: