9º ANO educação Língua Portuguesa Linguagem

A UNIÃO DAS LINGUAGENS VERBAL E NÃO VERBAL

Guia de estudos para o segundo bimestre durante a pandemia de 2020

Olá
Você está no TERCEIRO roteiro de estudos para a TERCEIRA atividade do segundo bimestre da disciplina de Língua Portuguesa, o material foi elaborado pelo professor Antonio Archangelo, da Escola Estadual Januário Sylvio Pezzotti, Rio Claro/SP.
Durante o período de isolamento social, este material garantirá a continuidade de seus estudos visando, sobretudo, manter o vínculo com a comunidade escolar e as metas/objetivos de vida para este ano letivo. Nesta atividade você terá que:

  1. Assistir as aulas no Centro de Mídias e as transmitidas pelo professor pelo aplicativo CMSP e Youtube
  2. Concluir a leitura do Roteiro;
  3. Concluir os Exercícios propostos;
  4. Participar do Fórum.
    Bons estudos!

Os gêneros a seguir misturam os dois principais tipos de linguagens: a verbal e a não verbal. São

geralmente utilizados para transmitir uma crítica ou reflexão, tem tradição e forte presença na esfera jornalística, principalmente em meio impresso, mas também aparecem em plataformas digitais. Conheça cada um deles:

CARTUM

Um cartooncartune ou cartum é um desenho humorísticoanimado ou não, de caráter extremamente crítico, que retrata, muito sinteticamente, algo que envolve o dia a dia de uma sociedade. O significado específico evoluiu com o tempo, mas o uso moderno geralmente se refere a: uma imagem ou série de imagens destinadas a sátira, caricatura ou humor; ou um filme que se baseia em uma sequência de ilustrações para sua animação. Alguém que cria cartuns no primeiro sentido é chamado de cartunista.

O conceito se originou na Idade Média e primeiro descreveu um desenho preparatório para uma obra de arte, como uma pintura, afresco, tapeçaria ou vitral. No século 19, começando na revista Punch em 1843, o cartoon passou a se referir – ironicamente a princípio – a ilustrações engraçadas em revistas e jornais. No início do século XX, começou a se referir a filmes de animação que pareciam desenhos animados impressos.


CHARGE

Charge é um estilo de ilustração que tem por finalidade satirizar, por meio de uma caricatura, algum acontecimento atual com uma ou mais personagens envolvidos. A palavra é de origem francesa e significa carga, ou seja, exagera traços do caráter de alguém ou de algo para torná-lo burlesco.

Muito utilizadas em críticas políticas no Brasil. Apesar de ser confundido com cartoon (ou cartum), que é uma palavra de origem inglesa, ao contrário da charge, que sempre é uma crítica contundente ligada a temporalidade, o cartoon retrata situações mais corriqueiras do dia-a-dia da sociedade.

Mais do que um simples desenho, a charge é uma crítica político-social onde o artista expressa graficamente sua visão sobre determinadas situações cotidianas através do humor e da sátira. Para entender uma charge, não é preciso ser necessariamente uma pessoa culta, basta estar ao par do que acontece ao seu redor. A charge pode ter um alcance maior do que um editorial, por exemplo, por isso a charge, como desenho crítico, é temida pelas pessoas com poder. Por isso que quando se estabelece censura em algum país, a charge pode ser o primeiro alvo dos censores.

O termo charge vem do francês charge que significa carga, exagero ou, até mesmo ataque violento (carga de cavalaria). Isto significa aqui uma representação pictográfica de caráter, como diz no primeiro parágrafo, burlesco e de caricaturas.

É um cartum que satiriza um certo fato, como ideia, acontecimento, situação ou pessoa, envolvendo principalmente casos de caráter político que seja de conhecimento do público.

As charges foram criadas no princípio do século XIX (dezenove), por pessoas opostas a governos ou críticos políticos que queriam se expressar de forma jamais apresentada, inusitada. Foram reprimidos por governos (principalmente impérios), porém ganharam grande popularidade com a população, fato que acarretou sua existência até os tempos de hoje.

Charge de Honoré Daumier, “Gargantua”, litografia1831. Por causa dessa charge, do Rei da França como Gargantua, Daumier ficou preso seis meses no Ste Pelagic em 1832. Imagem disponível em <https://pt.wikipedia.org/wiki/Charge#/media/Ficheiro:Honor%C3%A9_Daumier_-_Gargantua.jpg> Acesso em 20 de julho de 2020.

TIRINHA

Uma tira de banda desenhada (chamada ainda de tira cómica (pt) ou tirinha/tira de quadrinhos (pt-BR)) é o equivalente em português do termo inglês comic strips,[1] o qual se refere a uma apresentação possível de banda desenhada, caracterizada por uma série de vinhetas, publicada regularmente (normalmente diariamente ou semanalmente), em jornais , revistas e mais recentemente nas páginas da Internet (webcomics).[2] Estrutura-se em enunciados curtos, e traz um conteúdo em que predomina a crítica, com humor, a modos de comportamento, valores, sentimentos, destacando-se, portanto, nessa composição, códigos verbais e não-verbais.[3]

Havia mais de 200 histórias em quadrinhos diferentes e painéis diários de desenhos animados apenas nos jornais americanos todos os dias durante a maior parte do século XX, totalizando pelo menos 7.300.000 episódios.[4]

As tiras são escritas e desenhadas por um artista de banda desenhada ou cartunista. Como o nome indica, as tiras de quadrinhos podem ser bem-humoradas (por exemplo, tiras “engraçadas”, como BlondieBringing Up Father, Marmaduke e Pearls Before Swine).

A partir do final da década de 1920, as histórias em quadrinhos se expandiram de suas origens alegres para contar histórias de aventura, como PopeyeCaptain EasyBuck RogersTarzan e As Aventuras de Tintin. Tiras de soap opera como Judge Parker e Mary Worth ganharam popularidade na década de 1940. Todos são chamados, genericamente, de banda desenhada, embora o cartunista Will Eisner tenha sugerido que “arte sequencial” seria um nome melhor em termos de gênero.[5]

No Reino Unido e no resto da Europa, as tiras também são serializadas em revistas de banda desenhada, com a história de uma tiras às vezes continuando por três páginas ou mais. Tiras de banda desenhada apareceram em revistas americanas como Liberty e Boys ‘Life e também nas capas de revistas, como a série Flossy Frills no suplemento do jornal The American Weekly Sunday.


Alguns exemplos de tiras:

  • cartum (em inglês single panel) – cartum é um narrativa de apenas um quadro ou vinheta.[6] Muitos cartuns são sindicalizados e publicados diariamente, em uma página de jornal.[7]
  • tira diária (em Inglês, daily strip)[8] – tiras que se desenvolvem em algumas entre três e quatro vinhetas horizontais, alinhados horizontalmente e geralmente publicadas em preto e branco por causa do ritmo de publicação.[1]
  • pranchas dominicais (em Inglês, sunday strip) – normalmente enchem uma página e são publicadas em cores.[9]
  • topper – pequena tira publicada na junto com a prancha dominical.[10]
  • Yonkoma – tiras de origem japonesa, possuem quatro vinhetas verticais.

Não necessariamente este tipo de apresentação de banda desenhada tem de ser cômico (outros gêneros que têm sido explorados são a familiar, aventura, mistério, espionagempolicialdrama e super-heróis, entre outros).

Geralmente as tiras são publicadas em jornais por ação dos syndicates.

Prancha dominical de Krazy Kat, 1922. Imagem disponível em <https://pt.wikipedia.org/wiki/Tira_de_banda_desenhada#/media/Ficheiro:1922_0121_krazykat_det_650.jpg> Acesso em 20 de julho de 2020.

Fórum da Atividade 2


Utilize o Youtube, Tiktok, Instagram, Facebook, Twitter, a Câmera do seu celular para comentar uma
tirinha, charge ou cartum. Lembre-se: Para concluir a tarefa, você terá que entrar em contato com o professor e marcá-lo na postagem utilizando o perfil dele no app que você estará utilizando. Lembre-se, pergunte a ele qual é o app que utilizará e em qual estará marcando-o. Envie o link com o material no Fórum do Classroom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: