Clipping educação

Coluna do Camões #04 – A mãe do Brasil é indígena

A mãe do Brasil é indígena, ainda que o país tenha mais orgulho de seu pai europeu que o trata como um filho bastardo

EDUCAÇÃO: Trocar o poder pela educação só se for por vocação. Um chamado claro e límpido que te carrega para o braço dos cidadãos mirins…

EDUCAÇÃO II: E a reflexão crítica é interdisciplinar. Ao ler e escrever, compreenderás o mundo em sua volta. Mais que isso, talvez, possa evitar a persistente reprise de acontecimentos no Brasil…

EDUCAÇÃO III: Se não conhece a tua história, a história da sua cidade, a história de seu povo será mais um analfabeto funcional. E tem até magistrado que sofre deste mal. Logo, diploma não emancipa…

BRASIL: Ao entender o engenhoso enredo de sangue, suor e amor que cunharam essa terra, conseguiríamos pacificar nosso presente, e almejar coisas melhores no futuro…

BRASIL II: Esse caminho, no meu caso, começou quando entendi a vinda de meus antepassados italianos. E, pasmem! Fui parar em Cunhambebe. E não que seja meu parente, mas entendi que nada sabia sobre a história dessa terra que amo tanto.

FRASE DA SEMANA:

“A mãe do Brasil é indígena, ainda que o país tenha mais orgulho de seu pai europeu que o trata como um filho bastardo. Sua raiz vem daqui, do povo ancestral que veste uma história, que escreve na pele sua cultura, suas preces e suas lutas. Nunca vou entender o nacionalismo estrangeiro que muitas pessoas tem. Nós somos um país rico, diverso e guerreiro, mas um país que mata o seu povo originário e aqueles que construíram uma nação, que ainda marginaliza povos que já foram escravizados e seguem tentando se recuperar dos danos. O indígena não é aquele que você conhece dos antigos livros de história, porque não foi ele que escreveu o livro então nem sempre a sua versão é contada. Ele não está apenas na aldeia tentando sobreviver, ele está na cidade, na universidade, no mercado de trabalho, na arte, na televisão, porque o Brasil todo é terra indígena. Sabe aquela história de que “sua bisavó foi pega no laço?” Isso quer dizer que talvez seu bisavô tenha sido um sequestrador, então acho que você deveria ter mais orgulho do sangue indígena que corre em suas veias. A mãe do Brasil é indígena.”

Texto de Mirian Krexu

Coluna publicada em: http://j1diario.com.br/jornal-camoes-por-antonio-archangelo-3/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: