Reflexões sobre SUS é selecionada para evento Internacional

A reflexão sobre a regionalização do SUS foi um dos trabalhos acadêmicos selecionados, entre 1.800 trabalhos inscritos, para participar do I Congresso Internacional Interdisciplinar sobre Políticas Públicas de Saúde: EM BUSCA DA CIDADANIA PLENA ATRAVÉS DA UNIVERSALIDADE DA SAÚDE (CINPSUS). Fruto da pesquisa acadêmica realizada no Programa de Pós Graduação em Gestão da Clínica (PPGGC), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sob orientação do Prof. Dr. Roberto de Queiroz Padilha, o pesquisador Antonio Archangelo tentou fazer uma conexão com dois temas recorrentes entre gestores do SUS a “regionalização” e o “acesso” aos serviços de saúde.

A inquietação que levou a realização da pesquisa nasceu quando Archangelo, agora do Grupo de Estudos em Educação, Sexualidade, Tecnologias, Linguagens e Discursos (Gesteld/UNESP/CNPq) era um dos gestores da Fundação Municipal de Saúde / Secretaria de Saúde de Rio Claro, SP, e começou a verificar a pactuação dos serviços de media e alta complexidade dos usuários de Rio Claro em outras cidades do Estado de São Paulo. O trabalho foi publicado fora do Brasil pela OmniScriptum e traduzido em Alemão, Inglês, Russo, dentre outros idiomas.

Sobre o CINPSUS

Realizado pelo Grupo de Pesquisa Interdisciplinar sobre Saúde, Educação e Educação Física – GIPEEF, vinculado à Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF, Campus Petrolina-PE), mas com o fundamental apoio na organização de pesquisadores(as) parceiros(as) que estão inseridos(as) em universidades de outros estados do Brasil – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Universidade Católica de Petrópolis (UCP), Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) e Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP), bem como de instituições e universidades de outros países – Red Internacional en Salud Colectiva y Salud Intercultural (REDSACSIC, México), Faculdade de Medicina e Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FMUP/FADEUP, Portugal), Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria (IPLEIRIA, Portugal), Universidad de Castilla – La Mancha (UCLM, Espanha) e Instituto Politécnico do Porto (PPorto), o congresso considerou a tecnologia uma importante aliada para essa realização e para o sucesso das discussões. O congresso conta com os seguintes diferenciais: palestrantes experientes, de elevada notoriedade, referência e expertise; inscrições gratuitas; abertura a uma visão interdisciplinar e multiprofissional das políticas públicas de saúde; democratização da produção e divulgação científica; premiação de destaque aos melhores trabalhos; exposição de trabalhos produzidos em diferentes grupos, contextos, regiões, idiomas e países; e, por último, mas não menos importante, estimula o intercâmbio de ideias e convergências de interesses de pesquisas possibilitando o networking qualificado sem fronteiras, portanto, sem demarcações físicas e/ou geográficas. 

A comissão científica definiu cinco eixos temáticos1) Política, Planejamento e Gestão em Saúde; 2) Atividade Física, Condições de Saúde e Qualidade de Vida; 3) Saberes e Práticas Agroecológicas em Saúde; 4) Educação e Formação Profissional em Saúde; 5) Aspectos Psicossociais e Políticas de Saúde Mental. Consideramos, ainda, a interface com as novas tecnologias de informação e de comunicação, sendo estes, temas, que vem ganhando relevância no período atual em que enfrentamos uma crise sanitária causada pela COVID-19.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s