ATIVIDADE 1 – LITERATURA DE CORDEL

Olá

Você está na AULA 01, do 3º bimestre, de Língua Portuguesa, para a 3ª Série do Ensino Médio, do professor Antonio Archangelo, da Escola Estadual Zita de Godoy Camargo, Rio Claro/SP.

Durante o período de isolamento social, este material garantirá a continuidade de seus estudos visando, sobretudo, manter o vínculo com a comunidade escolar e as metas/objetivos de vida para este ano letivo. Em cada uma das atividades você terá que:

Assistir as aulas no Centro de Mídias;
Concluir a leitura do Roteiro disponibilizado neste site, no grupo de WhatsApp, no Google Classroom ou impresso na escola;
Concluir a leitura complementar sugerida / Participar do projeto de prática;
Concluir o Exercício proposto;
Participar do Fórum.

PÁGINA CADERNO DO ALUNO (SP FAZ ESCOLA): 244-246
(vídeos não são obrigatórios para quem não possui acesso a internet)

PROGRAMAÇÃO CMSP

17/Aug18/Aug19/Aug20/Aug22/Aug
EtapaHorárioCanal de ExibiçãoComponenteComponenteComponenteComponenteComponente
3ª série do EM11h00APPLíngua Portuguesa Reprise de contraturnoLíngua Portuguesa Reprise de contraturno
3ª série do EM19h00TV Educação + APPLíngua PortuguesaLíngua PortuguesaLíngua Portuguesa Reprise de fim de semana – APP
  1. Leia os textos I e II.

Texto I

Literatura de Cordel
A Literatura de Cordel, folhetos em versos populares de tradição oral, possui origem europeia e foi introduzida na época da colonização na Bahia, expandindo-se no século XIX para outros estados do Brasil, principalmente os do Nordeste.
Os artistas populares registram a sua arte de forma oral (cantada) ou impressa (poemas em folhetos rústicos), e a expõem em cordas ou cordéis – o que deu origem ao nome. Os temas diversos, em sua maioria são fatos históricos, folclore brasileiro, realidade social, religião etc.
Esse gênero literário, escrito em tom de humor, ironia ou sarcasmo é composto por formas rimadas e possui uma linguagem coloquial e improvisada. Alguns poemas são ilustrados por meio de xilogravuras, o mesmo estilo de gravura usado nas capas dos folhetos. E quanto às estrofes, são consideradas as mais comuns as de dez, oito ou seis versos.
Atualmente, o cordel pode ser encontrado em feiras culturais, livrarias e em redes sociais na internet. São nomes de referência entre os cordelistas no Brasil: Apolônio Alves dos Santos, Firmino Teixeira do Amaral, João Ferreira de Lima, João Martins de Athayde, Manoel Monteiro e Leandro Gomes de Barros. Este último escritor, será estudado a seguir, a partir de trechos de “Uma Viagem ao Céu”, uma das suas obras.


Texto elaborado especialmente para este material.

Texto II

BARROS, Leandro Gomes. Uma Viagem ao Céu. Ano 1932. Domínio Público. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_
action=&co_obra=5453
. Acesso em: 27 jan. 2020.

HORA DE ASSISTIR

2. Após leitura dos textos, desenvolva as questões a seguir.

a) De acordo com o Texto I, descreva o que é Literatura de Cordel.
b) Conforme o Texto I, quais temas estão mais presentes nesse gênero literário e quais as suas principais características?
c) No Texto II, “Uma viagem ao Céu”, de Leandro Gomes de Barros, localize e transcreva em seu caderno palavras com marcas da linguagem popular falada.
d) Pesquise as palavras desconhecidas ou consideradas não pertencentes à ortografia em vigor. Escreva, em seu caderno, como seria a escrita delas, se adaptadas para a atualidade.

Métrica é a medida dos versos em um poema

A prática da contagem de cada verso chama-se metrificação e a contagem das sílabas

poéticas é chamada de escansão.

3. Sobre o Texto II, responda aos itens.

a) Quantas estrofes estão presentes?
b) Que palavras conferem rimas ao poema?
c) Qual é o tema abordado?
d) Faça a escansão dos versos da 1ª estrofe de “Uma viagem ao Céu”, de Leandro Gomes de Barros, nomeando-os de acordo com a quantidade de sílabas poéticas. Classifique também as rimas, quanto à posição:

“Uma vez, eu era pobre,
Vivia sempre atrasado,
Botei um negócio bom
Porém vendi-o fiado
Um dia até emprestei
O livro do apurado. (…)”

4. Análise a capa do folheto, no Texto II, e responda aos itens:

a) O que a ilustração (xilogravura) representa? Descreva as impressões que a imagem lhe causou.
b) Escolha outro nome para a obra de Leandro Gomes de Barros, considerando os elementos presentes na ilustração. Justifique a sua escolha.

FÓRUM

Agora é sua vez! Grave em áudio ou vídeo sua leitura/declamação de um dos trechos do cordel “Uma viagem ao Céu”, de Leandro Gomes de Barros, e compartilhe em suas redes sociais. Informe no Google Classroom, através de link, o local onde postou o conteúdo marcando o post com o hashtag #ProfAntonioArchangelo #AntonioArchangelo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s