Abraji lança canal para denúncias de ataques de gênero a profissionais de imprensa

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo lançou um formulário on-line para denúncias de ataques contra mulheres jornalistas e com viés de gênero direcionados a profissionais de imprensa. Realizada no âmbito do projeto de monitoramento de ataques de gênero contra jornalistas, a iniciativa tem como objetivo estabelecer um canal para a notificação de casos que violem a liberdade de expressão e de imprensa, cujo principal alvo são as mulheres.

Por meio do formulário, será possível comunicar agressões físicas e verbais, ameaças, intimidações, insultos e assédio. Tendo em vista que o canal de denúncias abrange situações de violência de gênero em sua totalidade, homens cisgêneros, pessoas transgêneras e não-binárias também poderão encaminhar suas notificações.

Acesse o formulário

Por meio do formulário, será possível comunicar agressões físicas e verbais, ameaças, intimidações, insultos e assédio. Tendo em vista que o canal de denúncias abrange situações de violência de gênero em sua totalidade, homens cisgêneros, pessoas transgêneras e não-binárias também poderão encaminhar suas notificações. 

Estudos sobre o tema e experiências do trabalho de monitoramento mostram que há um problema de subnotificação desses episódios. O estigma social criado pelos paradigmas machistas e misóginos acaba desencorajando as vítimas de ataques de gênero no jornalismo a denunciar as violações sofridas, o que dificulta a tarefa de levar o assunto às autoridades e torná-lo público para a sociedade.

Para contornar o obstáculo da subnotificação, a metodologia do projeto busca ampliar suas fontes de denúncia de modo a alcançar um número mais próximo da realidade quando se trata, sobretudo, de ataques contra profissionais mulheres que atuam na imprensa brasileira.

Canal de denúncia

O formulário solicita informações fundamentais para o monitoramento realizado pela Abraji. Além disso, é importante que o caso seja comunicado de forma detalhada. Após o envio das respostas, a equipe do projeto poderá entrar em contato para apurar o relato. 

Se você é profissional de imprensa e foi – ou está sendo – vítima de alguma situação de violência de gênero no exercício da profissão, denuncie aqui. Aqueles(as) que tiverem conhecimento de algum episódio ocorrido ao longo de 2021 também podem fazer a notificação.

Saiba mais sobre o projeto

Em 2021, a Abraji passou a desenvolver uma derivação do monitoramento de ataques a jornalistas, feito anualmente pela associação usando os indicadores da rede Voces Del Sur. No novo projeto, realizado com apoio da UNESCO, são registrados casos de violência contra mulheres jornalistas, comunicadoras e meios de comunicação que possuam vieses feministas ou sejam voltados para pautas femininas. Situações em que a sexualidade, gênero ou a orientação sexual são utilizados como instrumento de ataque também são registradas pela iniciativa.

Dúvidas sobre o formulário de denúncia e o projeto deverão ser encaminhadas para o e-mail: monitoramento.genero@abraji.org.br

Por Abraji. Este post foi publicado originalmente pela LatAm Journalism Review: www.latamjournalismreview.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s